Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Consultório Turístico

Um Blog de Técnicos para Técnicos e de Técnicos para Turistas. Tudo o que é preciso encontrar sobre Turismo, está aqui!

Histórias de um Rio

28.06.12 | Damiana Sousa

Embarque hoje na viagem às importantes Vinhas do Douro, a primeira região demarcada e regulamentada do mundo.

Bem vindo a Peso da Régua.

A Cidade da Régua guarda no seu património importantes edifícios que influenciaram o seu desenvolvimento, em particular o desenvolvimento agrícola e civilizacional. O edifício da Companhia Geral da Agricultura de Trás-os-Montes e Alto Douro testemunha o nascimento da Região Demarcada do Douro. Este edifício é actualmente o Museu do Douro, recentemente distinguido pelo European Museum Forum. É visita obrigatória, pois poderá fazer deste o seu ponto de partida para descobrir o resto da região. Na urbe, poderá visitar também Igrejas e Cruzeiros datados do século XVIII; alimente a sua curiosidade vínica, passando pela Casa do Douro, onde poderá ver retratada a história da Região Demarcada do Douro.

Na cidade e concelho do Peso da Régua, tem à sua disposição paisagens de perder de vista. De certo que, se nunca teve oportunidade de ver de perto o Douro Vinhateiro, ficará apaixonado quando vislumbrar os socalcos perfeitamente construidos sobres os vales do rio. Aproveite os miradouros para captar a paisagem mais que deslumbrante. O próprio Miguel Torga deixou-se fascinar, chamando "doce mar de mosto" ao que os seus olhos contemplavam. A Freguesia de Loureiro esconde a varanda sobre a Régua e sobre o Rio Douro. Aqui irá encontrar o Miradouro do Alto de Santo António, um dos mais belos segredos da Região. Aqui, com toda a certeza, o seu olhar irá prender-se a cada pormenos natural, trazido pelos penhascos e pelo vislumbre da Serra do Marão. Foi em Loureiro que a famosa Ferreirinha viveu. Mas foi no Miradouro de S. Leonardo que Miguel Torga se inspirou para as suas obras. Vale a pena ir comprovar o que os olhos deste importante escritor português testemunharam. Pelas aldeias do concelho irá descobrir as típicas casas de Xisto, além de importantes marcos que retratam a antiga sociedade portuguesa: Casa da Ordem de Malta, Casa da Câmara, a Cadeia, a Casa da Comenda, a Ponte Medieval e inúmeras igrejas que preencherão a sua visita.

Peso da Régua, hoje conhecida como Cidade Internacional da Vinha e do Vinho, convida a passeios calmos ao longo das suas margens paralelas ao Douro. Será um local de onde não desejará sair. Aqui vai sentir a grandiosidade da Natureza, com a sua calma verdejante e a sua brisa refrescante do rio. O trabalho do homem está em cada socalco que vislumbrar, que entragam ao mundo um dos melhores vinhos produzidos. Por isso mesmo, acabe a sua visita num dos armazéns de vinho, não deixando de fazer a prova "da praxe".

 

Para informações detalhadas, consulte: www.cm-pesodaregua.com

Descubra mais sobre o Museu do Douro em: www.museudodouro.pt

Vale do Douro - fonte: cm-pesodaregua.com

 

Barragem do Bagaúste - Régua

 

Vista sobre a Régua - fonte: poraipontocom.blogspot.pt

Assim se faz um Bom Português

23.06.12 | Damiana Sousa

Santo António já se acabou,

O S. Pedro está-se a acabar.

S. João, S. João, S. João

Dá cá um balão para eu brincar...

 

Cheira a Santos Populares: é do manjerico e da sardinha assada. Cheira a Portugal tradicional; a vasos roubados na noite de S. João, a fogueiras de rosmaninho para saltar.

Cheira a bailaricos e noites quentes.

Cheira a um País entretido na sua cultura.

Música em Sernancelhe

21.06.12 | Damiana Sousa

Sou uma defensora de primeira linha das expressões culturais, dos eventos que promovam o desenvolvimento artístico e que eduquem a sua sociedade. Por isso mesmo, trago hoje ao blog um evento que se realiza todos os anos em Sernancelhe: Concurso e Festival Internacional de Guitarra Clássica que este ano conta com a sua 14ª edição. Terá lugar de 27 a 30 de Junho.

Já tive oportunidade de assistir ao evento e posso garantir que é uma opção bastante recomendável. Sou da opinião que a Cultura deve ser fomentada. Comparados com outros países da Europa que apostam na realização de eventos do género, somos ainda muito pequenos... Não diria pequenos... talvez nos falte a sensibilidade de saber apreciar todos os trabalhos que são desenvolvidos culturalmente.

Quem for apreciador da Guitarra Clássica (vulgarmente e erradamente designada por "Viola"), deverá fazer de Sernancelhe um ponto anual de passagem obrigatória. O Concurso e Festival conta com convidados de renome deste meio.

Junte o útil ao agradável, rentabilizando o seu tempo, aproveitando para conhecer um pouco do que Sernancelhe tem a oferecer (e não são só as castanhas). Ficará surpreendido com as características marcantes de uma vila tipicamente serrana e portuguesa. As casas de pedra, o isolamento, as tradições, a gastronomia...Os inúmeros solares no concelho, mosteiros, pelourinhos e santuários. As individualidaes de cada aldeia, a natureza pura, as linhas de água... Tem muito por onde se entreter em Sernancelhe.

Aproveite e faça a sua própria romaria até à Srª da Lapa, o ex libris do concelho. Lugar de culto e misticismo em torno da entrada para a Gruta. A passagem, por ser tão estreita, dizem que restringe a entrada aos pecadores; apenas os redimidos conseguem entrar na Gruta. Não se deixe influenciar pela silhueta; acontece pessoas esbeltas ficarem travadas à entrada e pessoas mais robustas entrarem sem problema.

Recomendo vivamente que se deixe deslumbrar por mais este cantinho bonito de Portugal.

Se preferir pernoitar neste pequeno paraíso, tem a oportunidade de se integrar na História, na Casa da Comenda de Malta ou no Hotel Rural - Convento de Nossa Srª do Carmo (Freixinho).

Bom espetáculo e boa viagem!

 

 

Pra mais informações sobre o Concurso e Festival Internacional de Guitarra Clássica, consulte a página oficial: www.guitarsernancelhe.eu

 

 

Programa Festival e Concurso Internacional - fonte: www.guitarsernancelhe.eu

 

 

 

 

Sernancelhe - fonte: anteprojectos.com.pt

Herança Patrimonial

17.06.12 | Damiana Sousa

Na região Oeste de Portugal, existe um cantinho delicioso rico em História e património Natural, que mata a fome a quem procura testemunhos do passado.

É em Sobral de Monte Agraço que pode encontrar paisagens preenchidas por ruínas, igrejas, capelas, quintas, casas senhoriais, fortes e os típicos moinhos da região Oeste.

O Centro Histórico da Vila é a sua imagem de marca e convida a um retrocesso, lembrando as típicas Vilas donas de si próprias, onde há seculos atrás se pavoneavam os grandes Senhorios e a Nobreza nacional.

A partir da sua Praça é possível visitar o Chafariz, perder-se no romantismo do seu Coreto e visitar a Igreja de Nossa Senhora da Vida (data do século XVII). Tem ainda a oportunidade de admirar os Paços do Concelho e o Solar dos Condes de Sobral. Presente na Vila está ainda uma antiga Adega de prensa de Vara, composta também pelo Núcleo Museológico do Vinho e a típica Praça de Touros.

Não deixe também de visitar o Moinho do Sobral. Recomenda-se a marcação prévia da visita.

Desfrute de um pequeno piquenique no Parque de Merendas de Sobral de Monte Agraço e parta depois rumo à descoberta das Linhas das Torres.

O Forte do Alqueidão, a par com um conjunto de oito fortes existentes no Concelho, integra a 1ª Linha de Torres e é considerado dos mais bonitos miradouros da Estremadura. É possível obserar a costa atlântica, distinguindo as Berlengas e Sintra, a Arrábida, o Rio Tejo e as bonitas Lezírias Ribatejanas. Ainda no Forte, é possível descobrir marcos de uma defensiva sangrenta contra as Invasões Francesas.

Sobral de Monte Agraço é um testemunho ainda vivo no contributo da História de Portugal.

Tem ainda à sua disposição variados espaços verdes, onde é possível realizar diversas actividades, que incluem Percursos Pedestres (Rota dos Moinhos e Rota do Sizandro).

Ao chegar a Sobral de Monte Agraço, vai com certeza perder-se na calmaria da sua rotina. Os seus habitantes pachorrentos e hospitaleiros, vão fazê-lo sentir parte da família da Vila.

 

Para mais informações, consulte: http://www.cm-sobral.pt

 

Localização Sobral de Monte Agraço - fonte: viajar.clix.pt

 

Praça Sobral Monte Agraço - fonte: pt.wikipedia.org

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-Uso Não-Comercial-Proibição de realização de Obras Derivadas 3.0 Unported.

Pág. 1/2