Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Rotas do Vinho em Portugal

turismado por Damiana Sousa, em 07.01.14

Uma óptima sugestão para a sua Lista de Viagens em 2014, é descobrir Portugal através das suas Rotas de Vinho / Regiões. A envolvente natural das Vinhas recebe extraordinariamente bem em qualquer altura do ano. Alie a tradição à descoberta e deixe-se aconchegar pelas visitas às Adegas e provas de especialidades regionais. E tal como um bom vinho, cada Rota deve ser degustada sem pressas, para que descubra as especificidades que cada uma tem para lhe oferecer.

 

Apresentamos-lhe hoje, muito suscintamente, as 11 Rotas de Vinho existentes em Portugal:

 

fonte da imagem: infovini.com - adaptada

 

* ROTA DO VINHO VERDE:

A Região Demarcada do Vinho Verde estende-se pela zona de Entre-Douro-e-Minho, abrigada por uma vasta paisagem verde com influências montanhosas e atlânticas. São 49 os concelhos que fazerm parte da Rota, destacando Guimarães, Braga, Amarante, Barcelos, Viana do Castelo, Ponte de Lima, Ponte da Barca, Arcos de Valdevez, Caminha, Vila Nova de Cerveira, Valença e Monção (“capital” do  apreciado Alvarinho). A diversidade de aderentes torna a visita ainda mais interactiva: Quintas, Restaurantes, Adegas e mesmo Empresas de Animação Turística.

Saiba que o Vinho Verde é único no mundo. As  suas características particulares passam pela sua leveza, o sabor frutado e a perfeita harmonia com pratos de salada, mariscos, pratos internacionais (como é o caso do sushi) ou como aperitivo.

Planeie a sua rota, a partir daqui!

 

 

* ROTA DO VINHO DO PORTO

A Região Demarcada mais antiga do mundo, usufrui também do título de Património Mundial da Humanidade, atribuido pela UNESCO em Dezembro de 2001. O território do Alto Douro Vinhateiro, área classificada, integra o vale do rio Douro em todo o seu comprimento: num dos seus extremos temos o Porto, e no lado oposto o Parque Arqueológico do Côa. Esta zona classificada abrange então os seguintes concelhos: Alijó, Armamar, Carrazeda de Ansiães, Lamego, Mesão Frio, Peso da Régua, Sabrosa, Santa Marta de Penaguião, São João da Pesqueira, Tabuaço, Torre de Moncorvo, Vila Nova de Foz Côa e Vila Real.

Os aderentes da rota passam por viticultores, adegas, vinhas e caves. Esta rota é passível de ser realizada também através de cruzeiros no Rio Douro, o que torna a sua visita completamente inesquecível. Não perca a oportunidade de conhecer o Museu do Vinho do Porto que o levará a descobrir mais acerca desta região.

A peculiaridade deste vinho prende-se com a fermentação, dado que esta não é realizada na sua totalidade. Ao segundo ou terceiro dia depois de inicar a fermentação é adicionada uma aguardente vínica neutra, que lhe concede o sabor doce e o elevado teor alcoólico. No geral, acompanha bem queijos, frutos secos e sobremesas doces. Encontre mais informações aqui.

 

* ROTA DAS VINHAS DE CÍSTER

Aninhada a sul do Douro existe a Região de Távora-Varosa, conhecida pelos seus espumantes de qualidade. Esta região produtora de vinho, nasce a partir do cultivo da vinha pelo Clero, motivo pelo qual se identificam mosteiros junto das áreas de cultivo (como é o caso do Mosteiro de São João de Tarouca).

Abrange o concelho de Lamego, onde se destaca o Santuário da Sra. dos Remédios e o concelho de Moimenta da Beira, famoso pela produção de castanha e onde se destaca também o Santuário da Sra. da Lapa.

Mais informações aqui.

 

* ROTA DO VINHO DA BEIRA INTERIOR
Esta rota que se estende pela Guarda e Covilhã tem muito mais para oferecer que as suas vinhas. A visita a esta Região Demarcada é enriquecida pelas Aldeias Históricas e pelas fortificações tão presentes nas suas cidades, bem como pela vegetação ímpar das encostas da Serra da Estrela.

A Rota está em crescimento e prova disso é o aumento do número de produtores de vinho da Beira Interior. Pequenas Adegas, Produtores e Quintas empreendem actividades que dinamizam a Rota. Encontre mais informações aqui.

 

 * ROTA DO VINHO DO DÃO

As vinhas banhadas pelo Rio Dão conferem ao seu fruto características únicas, harmonizadas pelos solos graníticos e pela abundante vegetação.

A Região Demarcada do Dão estende-se pelos Concelhos de Viseu, Mangualde, Tondela e Nelas. Em Nelas, destacam-se o Paço dos Cunhas de Santar, a Casa de Santar e as suas vinhas onde são produzidos vinhos excepcionais e de reconhecimento internacional. Não se podem esquecer os requintados vinhos da Quinta de Cabriz, e afamados, são também os vinhos de Silgueiros, bem perto do coração de Viseu.

Os vinhos do Dão misturam-se com as Maçãs Bravo de Esmolfe, com os queijos da vizinha Serra da Estrela, com os enchidos e com a doçaria típica da região.

A Rota está bastante dinamizada pela mão das inúmeras Quintas e Adegas que para além de promoverem a sua produção, realizam inúmeras actividades ao longo do ano. Confira aqui.

 

 * ROTA DO VINHO DA BAIRRADA

A Rota do Vinho da Bairrada, situada entre Coimbra e Aveiro, surpreende pela sua diversidade paisagística: vinhedos, serra, ria e mar. Tem inúmeros percursos à sua escolha que lhe permitirão conhecer pontos de interesse turístico como a Mata do Buçaco, as Termas do Luso, da Curia e as Casas típicas do seu litoral, os Palheiros. Em destaque está também a Pateira de Fermentelos, onde é possível observar patos bravos e espécies aquáticas.

A dinamização da Rota permite oferecer aos seus visitantes não só as tradicionais Provas de Vinho, mas também actividades de Enogastronomia, Visitas, Vindimas e "Jogos na Vinha". Mais informações, aqui.

 

 * ROTA DA VINHA E DO VINHO DO OESTE

Numa perfeita harmonia entre a Serra e o Mar, nascem os Vinhos da Região do Oeste, onde a sul predominam os vinhos brancos e a norte os vinhos tintos, com características exclusivas que variam consoante a idade dos vinhos. Os tintos, por exemplo, enquanto novos são intensos e equilibrados, enquanto os brancos se destacam pelo seu sabor frutado.

A oferta cultural e patrimonial é também um excelente pretexto para percorrer esta região, que oferece 3 circuitos distintos para explorar. O Circuito das Linhas das Torres transporta-nos para as invasões napoleónicas, onde se podem apreciar as fortificações militares que impediam o avanço dos franceses sobre Lisboa. Para os apreciadores do legado medieval, existe o Circuito de Óbidos cujos pontos fortes são o Mosteiro de Alcobaça, a Vila de Óbidos e os testemunhos da Rainha D. Leonor, nas Caldas da Rainha. Respira-se ainda o ar puro do Montejunto, no Cadaval.

O Circuito das Quintas de Alenquer faz-nos descobrir as Quintas e os Solares Quinhentistas, bem como a vila presépio de Alenquer. Descubra mais desta Rota, aqui.

 

* ROTA DO VINHO DO RIBATEJO

A essência do Ribatejo conhece-se pelas suas lezírias infinitas de mãos dadas com o Tejo, características que não poderiam faltar na sua rota vínica.

Compreende uma grande diversidade de aderentes e actividades a não perder, onde a paisagem dos vinhedos se mistura com o cultivo dos campos e com a criação de touros e cavalos. Os diferentes percursos da rota seguem um tema específico, para que, enquanto vamos de encontro às Adegas e Quintas, se possa apreciar também o lado cultural desta região: os monumentos góticos, o Tejo ou os vestígios dos Templários. Se procura mais pormenores sobre os percuros disponíveis, clique aqui. Encontre aqui, informações detalhadas da Rota.

 

* ROTA DOS VINHOS DE BUCELAS, CARCAVELOS E COLARES
Junto do coração da grande metrópole, surgem vinhos peculiares, nascidos em meios rurais, plantados na areia, longe da influência urbana. É assim que se resumem os vinhos de Bucelas, Carcavelos e Colares, que para além das suas vinhas (e através dos seus percursos), oferecem a possibilidade de visitar o Convento de Mafra, a incomparável Vila de Sintra e a Vila piscatória de Cascais.

Um convite perfeito para um passeio calmo, onde a paisagem será o ponto mais forte a degustar.

 

* ROTA DOS VINHOS DA PENÍNSULA DE SETÚBAL

Encontramos nesta rota uma verdadeira dicotomia de sentidos que se perdem entre o mar e a serra, a cidade e o campo. A tradição impera e aqui o Moscatel é Rei, competindo o seu lugar com os afamados vinhos de Azeitão e de Palmela. Esta Rota leva-nos à descoberta das vinhas, dos monumentos, dos vestígios históricos, do Sado e dos seus Golfinhos. A Natureza está em perfeita sintonia com a produção dos vinhos, conferindo-lhes características únicas. Mais sobre a Rota, aqui.

 

* ROTA DO VINHO DO ALENTEJO

Peculiar, distinto, exuberante é assim que se caracteriza o vinho do Alentejo. A imensidão das planícies douradas contrastando com o azul do céu, fazem perder de vista os vinhedos alentejanos. Por entre as adegas, há um vasto tesouro de cultura e tradição a descobrir: os tapetes de Arraiolos, a olaria, a gastronomia, o Património, o "cante" alentejano que servirá de banda sonora a cada cruzar de esquina. Respira-se semore uma identidade bem amrcada, em cada pequena vila ou cidade do Alentejo que se visite.

A melhor companhia para provar esta Rota? Os ensopados! Mais informações, aqui.

 

 

Boa viagem :)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:30

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-Uso Não-Comercial-Proibição de realização de Obras Derivadas 3.0 Unported.



Quem é a Doutora dos Turistas

foto do autor


Informação Personalizada / Promoção de Conteúdos

Procura um Programa, Itinerário ou Circuito feito à sua medida? Em Portugal ou além fronteiras? Ou deseja ver anunciado o seu Evento, o seu Hotel, os seus Programas ou outro assunto que considere interessante? Contacte directamente a Doutora dos Turistas através de: consultorio.tur@gmail.com :) ||
Para outros serviços associados ao Consultório, contacte-nos, por favor, através do seguinte endereço: geral.consultorioturistico@gmail.com

Site do Consultório Turístico:

http://www.consultorioturistico.com

Últimas novidades no Facebook:

Últimas Notícias no Facebook do Consultório


Seguir o Blog

Assinar Newsletter



Política de Privacidade


Pesquisar no Mundo

Custom Search




Notícias via Publituris