Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Mangualde

turismado por Damiana Sousa, em 13.02.13

 

A antiga Azurara da Beira esconde em cada canto vestígios de uma civilização que se iniciou na era neolítica, mas foi a partir do século XVII que Mangualde conheceu o seu verdadeiro apogeu.

A Cidade recebe-nos com orgulho no seu Rossio. O antigo Solar dos Rebelos Leitões e a respectiva Capela são o cartão de visita. Esta grande residência senhorial alberga actualmente a Câmara Municipal. A Casa dos Condes de Mangualde ergue-se envergonhada nas traseiras da Câmara. Construída no século XVIII, é a fachada da casa que sobressai a quem passa. A escadaria, o brasão e as janelas são pormenores arquitectónicos que prendem o olhar ao visitante.

Os Jardins do Largo do Rossio são um calmante à alma, que nos deixam absorver a movimentação desta antiquíssima cidade.

Segue-se para a mais invejável casa solarenga de Mangualde: o Palácio dos Condes da Anadia. O interior desta residência senhorial está revestido por azulejaria e mobiliário característico do século XVIII. A capela de S. Bernardo, contígua ao edifício, conserva ainda o seu retábulo primitivo. A Igreja da Misericórdia mostra-se também imponente na sua construção. O seu interior é enriquecido pelo retábulo joanino, pelos painéis pintados no tecto e pelos azulejos. Destacam-se, ainda,  neste conjunto edificado, a Sacristia, a Casa do Despacho, a secular Torre e as Casas do Capelão. O pátio arejado leva-nos até ao Complexo Paroquial, onde se fabricam os famosos pastéis de feijão, segundo antigas receitas. A Igreja Matriz (Igreja de S. Julião) fica logo ali ao lado. Derivada de um pequeno Monasterium do século XII sofreu várias transformações; contudo, conserva ainda traços de influência românica. Destacam-se o retábulo, o tecto da capela-mor, a talha dourada e os azulejos do século XVI.

Antes de se alcançar a Senhora do Castelo, há tempo ainda para conhecer a Citânia da Raposeira. Testemunho eterno de um Villa Romana, que existiu entre o século I a.C e o século IV d.C. Um tesouro arqueológico em pleno coração de Mangualde.

A 629 metros de altitude situa-se a Ermida da Senhora do Castelo. Não há registos, mas acredita-se que aqui antecedera o Castelo de Mangualde, posteriormente arrasado. Antes de exisitr a Ermida como a conhecemos hoje, antecedeu-lhe uma Capelinha dedicada a Santa Maria do Castelo em lembrança da batalha travada em Trancoso entre soldados de Portugal e de Castela. Foi substituida por uma outra capela, que por sua vez, em 1832, deu lugar à Ermida da Senhora do Castelo. A Torre sobressai no edifício, mas é o interior que nos surpreende com o seu retábulo neoclássico.

A paisagem que se alcança no cimo deste monte, é privilegiada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:01

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-Uso Não-Comercial-Proibição de realização de Obras Derivadas 3.0 Unported.



Quem é a Doutora dos Turistas

foto do autor


Informação Personalizada / Promoção de Conteúdos

Procura um Programa, Itinerário ou Circuito feito à sua medida? Em Portugal ou além fronteiras? Ou deseja ver anunciado o seu Evento, o seu Hotel, os seus Programas ou outro assunto que considere interessante? Contacte directamente a Doutora dos Turistas através de: consultorio.tur@gmail.com :) ||
Para outros serviços associados ao Consultório, contacte-nos, por favor, através do seguinte endereço: geral.consultorioturistico@gmail.com

Site do Consultório Turístico:

http://www.consultorioturistico.com

Últimas novidades no Facebook:

Últimas Notícias no Facebook do Consultório


Seguir o Blog

Assinar Newsletter



Política de Privacidade


Pesquisar no Mundo

Custom Search




Notícias via Publituris